A paisagem árida do interior do Piauí esconde a riqueza que a região oferece. Em Pedro II, no norte do estado, no entanto, ela está estampada já no portal da cidade, onde se lê que o lugar é a “terra da opala”.

Essa pedra preciosa, ainda pouco valorizada no país, movimenta a economia local e chega a render para os ourives até R$ 70 mil por mês. O município tem a única reserva de gemas nobres de opala no Brasil, que é a segunda maior do mundo – a primeira está na Austrália, que explorou minas brasileiras na década de 1970.

A paisagem árida do interior do Piauí esconde a riqueza que a região oferece. Em Pedro II, no norte do estado, no entanto, ela está estampada já no portal da cidade, onde se lê que o lugar é a “terra da opala”.

Essa pedra preciosa, ainda pouco valorizada no país, movimenta a economia local e chega a render para os ourives até R$ 70 mil por mês. O município tem a única reserva de gemas nobres de opala no Brasil, que é a segunda maior do mundo – a primeira está na Austrália, que explorou minas brasileiras na década de 1970.

 
15jan.14reblog
  1. poder--feminino reblogou esta postagem de nordestebrasileiro
  2. jaapzz reblogou esta postagem de nordestebrasileiro
  3. gabri-alicea reblogou esta postagem de nordestebrasileiro
  4. thaisfeminista reblogou esta postagem de abestados
  5. abestados reblogou esta postagem de nordestebrasileiro
  6. vaguejar reblogou esta postagem de nordestebrasileiro
  7. marinadfc reblogou esta postagem de nordestebrasileiro
  8. nordestebrasileiro publicou esta postagem